Armas do homem que xingou porteira de “macaca” estão irregulares

Goiânia – As quatro armas encontradas nessa quinta-feira (29/4) dentro de um cofre na casa do homem que aparece em vídeos xingando a porteira de um prédio de luxo de “macaca”, “chimpanzé” e “chipanga” estão irregulares, segundo a polícia. O fato ocorreu no Jardim Goiás, uma região nobre de Goiânia, no último dia 18/4.

O delegado Gil Bathaus, que investiga o caso, confirmou ao Metrópoles a informação. Duas garruchas e dois revólveres calibre 22 eram mantidos pelo homem, identificado como Vinícius Pereira da Silva, em seu apartamento no mesmo prédio onde ele xingou a porteira, localizado no Jardim Goiás, bairro nobre de Goiânia.

As armas foram recolhidas, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão. Após checagem da numeração e do registro de cada uma delas, a polícia civil constatou que elas estão em situação irregular.

Vinícius deve ser indiciado, agora, além dos crimes de injúria racial e ameaça, pelos quais já era investigado, também por posse irregular de arma. O advogado dele, Abner Machado, foi procurado pela reportagem, mas disse que só falará sobre o caso em “momento oportuno”.

Vinícius não estava em casa, quando a polícia esteve no local. Uma pessoa da família, não identificada, ajudou a polícia a abrir o cofre e informou, conforme registrado em vídeo, que o morador seria atirador esportivo e teria CAC, ou seja, registro de caçador, atirador e colecionador.

Veja:

O inquérito segue em andamento. O delegado diz que tem 30 dias para concluí-lo e que ainda organizará toda a documentação. A defesa de Vinícius informou que o cliente permaneceria em silêncio e só falaria em juízo.

A investigação realizou buscas também na propriedade rural do suspeito, que fica em Cocalinho (MT). Nada de suspeito foi encontrado no local, segundo a polícia. Vinícius segue sem aparecer desde que tudo ocorreu.

0

Entenda o caso

Vinícius Pereira da Silva chegou ao portão da garagem do prédio na tarde de domingo (18/4) sem o controle do carro e apenas piscou os faróis para que a porteira abrisse o portão. Sem se identificar, a funcionária não cedeu, seguindo as regras de segurança.

O homem se exaltou, desceu do veículo e foi até a recepção do prédio, onde foi filmado a xingando-a de “macaca”, “chimpanzé” e “chipanga”. Ele, ainda, disse: “me encara, desgraça”.

Veja:

Nervosa e com medo, a porteira disse que conseguiu filmar apenas parte dos insultos e que decidiu registrar para usar como prova da injúria que sofreu. Ela registrou o caso na polícia, na companhia do síndico do prédio, Anderson Schneider, no dia seguinte, 19 de abril.

Após ir até a recepção, o homem subiu para o apartamento que fica no 12º andar. Ele teria defecado no elevador, antes de chegar em casa e, em seguida, interfonou na recepção, fez novos xingamentos à porteira e disse que ela não valia nada: “você é uma merda”. Posteriormente, a mulher do investigado divulgou uma nota no condomínio dizendo que o marido tem problemas intestinais.

Veja:

A porteira está afastada do trabalho, desde então. Ela recebeu apoio da administração e dos moradores do edifício para retornar à função. Abalada, ela passa por acompanhamento psicológico. Ela trabalha há seis anos na função e chegou a atuar em empresa de vigilância de Goiânia.




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-