Você já deve ter se perguntado QUAL A MELHOR MANEIRA DE PORTAR UMA ARMA DENTRO DO VEÍCULO?

Eu carrego uma arma de fogo por PRERROGATIVA DA FUNÇÃO DESDE 2003, entre essa data e os dias atuais passou-se dezessete anos, muita coisa mudou na forma como eu porto a minha arma dentro do veículo. Porque com a vivência eu ganhei experiência e através de erros e acertos fui adaptando a forma de portar a arma enquanto estou no carro.

Emprego a minha arma durante o serviço policial, na minha folga e aprendi muito nos meus treinamentos, os quais considero um “Laboratório de Testes”.

A minha “virada de chave” foi quando percebi que esteja eu no meu carro sozinho ou com a minha família ou dentro de uma viatura com uma equipe em operação, sempre há algo em comum a todos eles: o PROTOCOLO DE ARMA a ser utilizado.

Você já deve ter se perguntado QUAL A MELHOR MANEIRA DE PORTAR UMA ARMA DENTRO DO VEÍCULO?

* Preciso deixá-la escondida?

* Talvez deixá-la mais acessível para facilitar uma reação armada?

* No coldre ou debaixo da perna?

Recebo sempre estas perguntas durante minhas instruções, porém tenho um tópico reservado exclusivamente para falar sobre isso no meu Módulo de VCQB® “Combate Veicular” da ESPERANDIO TACTICAL CONCEPT.

Vamos entender a dinâmica do nosso cérebro numa situação de confronto armado no interior do veículo.

Quando você recebe disparos na sua direção que atingem o veículo, o seu Cérebro demora cerca de cinco segundos para entender o que está acontecendo, este é o seu TEMPO DE REAÇÃO, após esta “janela” você precisa tirar o cinto de segurança, abrir a porta e sair do veículo.

Grave essa palavra, vou falar mais sobre ela – JANELA.

O fato de você ser surpreendido pelo agressor, torna o seu TEMPO DE REAÇÃO (Percepção – Análise – Avaliação – Plano Mental) maior do que se você tivesse antecipado este cenário.

Se fizéssemos uma conta simples com dois agressores atirando simultaneamente para dentro do carro e considerando que um homem pouco treinado, mas com disposição para matá-lo imprime uma cadência de quatro disparos por segundos. Então temos uma quantidade de 20 disparos (4 disparos x 5 segundos), porém vale lembrar que são dois agressores, desta forma multiplicamos por dois, o que nos dá 40 disparos durante o lapso da nossa “JANELA DE SOBREVIVÊNCIA”. Depois reflita sobre atirar de dentro do veículo sob pelo menos 40 disparos (Leia o nosso Artigo “Atirar de dentro ou de fora do carro num confronto veicular?).

Pense nessa frase. É possível perceber que suas respostas são executadas de forma INTUITIVA (Automática) e o mais RÁPIDO possível.

Agora conseguimos entender o que acontece dentro do nosso cérebro durante os segundos iniciais do confronto armado num cenário de VCQB®.

O preço disto é o fato desta resposta não ser racionalizada e escolhida de forma consciente entre as melhores opções para aquele momento. Ou seja, é possível que não escolhemos a melhor opção.

Mas aqui entra o ponto fundamental.

O fato de a RESPOSTA ser INTUITIVA (Automática), reflete em escolhas inconscientes na sua LISTA DE TAREFAS durante um evento de SOBREVIVÊNCIA que exige uma ESCALA DE PRIORIDADES e uma TOMADA DE DECISÃO imediata.

Pense que você está agora nesse evento, se imagine tendo que tomar as decisões corretas por que está AGORA num veículo precisando sobreviver a qualquer custo. Você ouve os disparos, ouve o metal se dobrar, os vidros quebrarem, vê os fragmentos do painel, mas não enxergam nenhuma ameaça. Há três segundos você estava abrindo o whatsapp para checar uma mensagem enquanto dirigia de volta para casa.

E responda para você mesmo…

Quais as TAREFAS que você precisa executar para sair vivo ou vencer um confronto armado num cenário de VCQB® “Combate Veicular”?

Vou te ajudar a elencar de forma simplificada e então concluir o melhor local para se portar uma arma dentro do veículo.

1) PERCEPÇÃO (entender que está sob ataque e talvez identificar a sua ameaça);

2) TOMADA DE DECISÃO (a linha de ação tomada pelo seu cérebro de forma intuitiva ou na pior das hipóteses de forma consciente, mas se isto acontecer você ficou tempo demais dentro do carro e provavelmente precisará de um bom conhecimento em APH de Combate ao final da ação);

3) RETIRAR O CINTO DE SEGURANÇA (existem formas muito eficientes para esta ação);

4) ABRIR A PORTA (vale lembrar que alguns carros possuem dispositivos que precisam de duplo acionamento para abertura);

5) DESCER E CORRER (desça pela porta que estiver mais próxima de você! Parece óbvio, mas o óbvio precisa ser dito e entender que mesmo que você tivesse o corpo coberto por chantilly e tentasse atravessar o interior do veículo durante um confronto armado, isto ainda seria mais lento que descer pela porta mais próxima);

6) BUSCAR UM ABRIGO (procure algo que lhe proteja dos disparos, o seu veículo é um abrigo temporário, mas isto é assunto para outro artigo).

7) RESPONDA FOGO (se você carregar uma arma, então responda fogo! A arma é o equalizador de forças e a ferramenta que neutraliza a ameaça, então seja capaz de usá-la).

Parabéns para quem chegou até aqui!

Agora que você tem o ROTEIRO DO VCQB® “Combate Veicular” eu lhe pergunto: Onde está a parte do “pegue a arma e saia do veículo”?

Pegar a arma não faz parte da sua LISTA DE TAREFAS, existe uma PRIORIDADE na escolha de tarefas do seu cérebro (lembra que falamos sobre isso lá em cima?) e você não tem como controlá-la, pois a RESPOSTA é AUTOMÁTICA e INCONSCIENTE.

Esperandio, então quer dizer que se a arma estiver debaixo da perna ou no painel ela continuará no mesmo local?

– PERFEITO. É isso mesmo!

Pois “pegar a arma” não faz parte da LISTA DE TAREFAS PRIORITÁRIAS que te fazem sair do veículo para sobreviver ao ataque. O cérebro ignora esta tarefa e da execução ao que realmente importa.

Depois de tudo o que foi dito, existem formas de incluir a arma neste processo, as duas maneiras mais simples são:

1 – manter a arma na mão tempo integral ou

2 – manter a arma no coldre de maneira integral.

Se você optar pela segunda opção, aconselho o uso de um coldre de kydex com uma boa retenção no cinto da calça. Ao travar o cinto de segurança garanta que a fita do cinto esteja na linha da cintura sem atrapalhar o saque caso seja necessário sacar sua arma no interior do veículo. Por fim, a minha dica é que você pode optar por deixar a sua camisa por trás da arma de maneira a deixá-la mais acessível e mais exposta ou apenas liberar a camisa da fita do cinto de segurança e manter o acesso mais fácil, porém sem expor a sua arma.

Nossa Esperandio, então você aborda sobre tudo isso no VCQB®?

Com certeza! Se você quer viver a experiência de realizar protocolos de VCQB® “Combate Veicular” e colocar em prática tudo o que leu neste artigo, além de aprender outras técnicas mais avançadas e exclusivas da ESPERANDIO TACTICAL CONCEPT chegou o momento de você vir para as nossas linhas e fazer parte da nossa IRMANDADE!

Agora que chegamos juntos até aqui, me responda nos comentários QUAL A MELHOR MANEIRA DE PORTAR UMA ARMA DENTRO DO VEÍCULO?

Nos encontramos na linha!

*O nome VCQB® é marca registrada no Brasil pela ESPERANDIO TACTICAL CONCEPT e a utilização deste nome acarreta em responsabilidade jurídica para quem usá-la sem a devida autorização.




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-