Conheça as armas que o Maranhão está usando contra o coronavírus – Jornal Pequeno

Uma das medidas prioritárias, adotadas pelo governo do Maranhão,
foi a ampliação de leitos de UTI, para atender aos pacientes que precisem de internação (Foto: Divulgação)

O Maranhão foi um dos últimos estados a registrar casos de coronavírus no Brasil, mas as ações de prevenção e combate começaram bem antes disso. O objetivo principal tem sido conter a disseminação em massa do vírus. É consenso entre especialistas que os casos ainda vão subir bastante.

O desafio é impedir que a situação leve ao colapso do sistema de saúde. Para isso, o Maranhão tem atuado em diversas frentes de combate. Nossa reportagem fez uma linha do tempo desde o dia 9 de março para mostrar quais são as principais armas que o Estado tem usado para enfrentar o coronavírus.

“A tendência continua a ser de elevação de casos, apesar de todas as medidas preventivas que adotamos. Seguimos trabalhando com seriedade e respeito à vida de todos. Unidos vamos vencer”, disse o governador Flávio Dino.

Os cuidados passam, evidentemente, pelo reforço no atendimento médico. “Já temos mais de cem leitos de UTI exclusivamente para cuidar de casos graves de coronavírus, contando o Estado inteiro. Além disso, há os leitos de enfermaria, que estamos ampliando”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Veja, a seguir, algumas das armas já mostradas pelo Maranhão no combate à doença.

9 DE MARÇO – MARANHÃO AINDA NÃO TEM CASOS DE CORONAVÍRUS

Foi determinada a revisão de todo o planejamento de 2020 do Governo, a fim de reservar recursos e ações para combater o coronavírus.

12 DE MARÇO – GOVERNO MONTA PLANO CONTRA A DOENÇA

Tem início o Plano Estadual de Contingência do novo coronavírus, orientado por protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde. Paralelamente, começam a ser executadas – em três turnos, de domingo a domingo – as obras de ampliação de leitos de enfermaria do Hospital Genésio Rêgo, em São Luís.

Ao mesmo tempo, são expandidos os leitos de UTI do Hospital Carlos Macieira, na capital.

14 DE MARÇO – ESTADO AMPLIA LEITOS EXCLUSIVOS

São montados leitos adicionais de UTI no Hospital Carlos Macieira, reservados exclusivamente para casos graves de coronavírus.

16 DE MARÇO – MARANHÃO LANÇA CENTRO PIONEIRO NO BRASIL

Começa a funcionar o Centro de Testagem na Policlínica Diamante para exames laboratoriais de pessoas que apresentam sintomas e que tenham viajado para área de risco ou tenham tido contato com pessoa diagnosticada com coronavírus. No mesmo dia, um decreto de Flávio Dino suspende a realização de grandes eventos do governo e aqueles que precisam de licença dos bombeiros.

O mesmo decreto estabelece que mesas em restaurantes precisam de distância mínima de dois metros. Os estabelecimentos devem ser o mais arejado possível. Em outro decreto, o governador suspende as aulas em todas as escolas e universidades por 15 dias no Maranhão.

Também fica determinado o isolamento domiciliar a todas as pessoas que chegam às unidades de saúde com síndromes gripais.

17 DE MARÇO – HOSPITAIS TRAÇAM ATUAÇÃO CONJUNTA

Reunião do governador com os diretores dos hospitais macrorregionais e regionais de todas as regiões do Maranhão para determinar ações conjuntas.

18 DE MARÇO – GOVERNO PREPARA APOIO A ARTISTAS

É anunciado edital especial para apresentação via internet de artistas profissionais do Maranhão. No mesmo dia, têm início as obras de qualificação de novas UTIs em Coroatá e ampliação de UTIs em Imperatriz.

19 DE MARÇO – NOVAS MEDIDAS DE ISOLAMENTO

Decretada situação de calamidade pública. Ficam suspensas por 15 dias as viagens de ônibus interestaduais, com exceção para áreas como Timon-Teresina. Começa também a barreira sanitária na rodoviária de São Luís, para inspeção de passageiros, medindo temperatura corporal dos passageiros.

Outra medida é a garantia de pagamento de salário integral aos profissionais de saúde que vierem a adoecer por conta do trabalho de combate ao coronavírus.

20 DE MARÇO – O PRIMEIRO CASO DE CORONAVÍRUS NO MARANHÃO

É divulgado a primeira confirmação de caso do coronavírus no Estado. Trata-se de paciente idoso, em casa, sem sintomas graves. Começam exames e controles de passageiros que chegam aos aeroportos, após Justiça Federal atender pedido do Governo do Estado.

É ainda anunciada a oferta de mais 30 leitos de UTI para tratar pacientes severos de coronavírus, por meio de aluguel do HCI, hospital privado que desativou parte dos serviços em 2018 na capital. No mesmo dia, o Maranhão abre processo seletivo para contratação de profissionais de saúde atuarem no combate ao COVID-19. E bombeiros realizam fiscalização para evitar aglomerações em bares e casas noturnas do Maranhão.

21 DE MARÇO – COMÉRCIOS E ATIVIDADES SUSPENSOS

Novo decreto do governador suspende por 15 dias atividades e serviços não essenciais, tais como academias, shopping center, cinemas, teatros, bares, restaurantes, lanchonetes, centros comerciais, lojas e similares.

Nesse mesmo decreto, fica determinado que continuam funcionando os hospitais, clínicas, laboratórios e demais estabelecimentos de saúde. Também seguem funcionando a distribuição e o comércio de alimentos pelos supermercados e similares. O mesmo para serviços de abastecimento de água, luz, gás e combustíveis.

22 DE MARÇO – APOIO À CIRCULAÇÃO DE CARGAS

Para dar apoio aos caminhoneiros, um novo decreto mantém abertos estabelecimentos nas estradas, como oficinas e restaurantes. O mesmo documento mantém funcionando os pet shops, clínicas veterinárias e distribuição de material de construção para obras públicas essenciais.

Além disso, para evitar aglomeração em bancos, o Governo do Estado anuncia a divisão em dias diferentes dos servidores do Estado, entre 27 e 31 de março.

23 DE MARÇO – ÁGUA GRÁTIS PARA 850 MIL

O Governo edita decreto que isenta 850 mil maranhenses de pagamento de água por dois meses. Em outra frente, começa a funcionar o segundo Centro de Testagem, no Viva/Procon da Beira Mar, em São Luís. Ficam suspensas, pelo período de até 15 dias, as visitas no sistema prisional do Maranhão.

24 DE MARÇO – MARANHÃO DISTRIBUI CESTAS BÁSICAS

O Governo inicia distribuição de 200 mil cestas básicas a trabalhadores informais e famílias em vulnerabilidade social. A entrega das cestas começou por ambulantes da Rua Grande, na capital.

Ainda para dar apoio aos caminhoneiros, é aberto um número de Whatsapp (99-99191- 0709) para que se informem sobre estabelecimentos abertos nas estradas.

Equipes do Centro Tático Aéreo iniciam distribuição de equipamentos de proteção aos profissionais de saúde nos hospitais regionais e macrorregionais.

25 DE MARÇO – ICMS ZERADO PARA ÁLCOOL EM GEL

O Estado consegue na Justiça autorização para zerar o ICMS, até 31 de julho, do álcool em gel, do álcool 70% e de luvas e máscaras médicas. Na mesma data, são concluídas as obras no Hospital de Coroatá para instalar leitos adicionais de UTI reservados a casos graves de coronavírus.

26 DE MARÇO – HOSPITAL EXCLUSIVO PARA CORONAVÍRUS

É finalizando montagem de leitos e contrato de equipes do hospital HCI, hospital exclusivo para os casos de coronavírus. São mais 30 leitos prontos em São Luís. Também são cadastrados mais 100 profissionais da saúde para, em caso de necessidade, serem voluntários no combate ao vírus no Maranhão.

Novo decreto mantém a suspensão das aulas até pelo menos dia 3 de abril em todo o Estado.

27 DE MARÇO – IPVA PRORROGADO

O Governo do Maranhão prorrogou os vencimentos do IPVA 2020. A primeira cota começa a vencer em 5 de maio; e a última cota tem prazo final em 30 de julho, dependendo da placa do veículo. O Comitê Científico de Prevenção e Combate ao Coronavírus no Maranhão passa a se reunir a cada 48 horas para analisar a situação da crise sanitária.

A mais recente avaliação, nesta sexta (27), defendeu que as medidas preventivas adotadas pelo Governo do Estado devem ser mantidas para facilitar o achatamento da curva do coronavírus e evitar uma tragédia no sistema de saúde.

Carregando




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-