empresário do ES é indiciado por causar pânico com notícia falsa

Coronavírus: empresário do ES é indiciado por causar pânico com notícia falsa

A Polícia Civil indiciou um empresário de Vitória por provocar pânico na população capixaba com informações falsas. Na última semana o homem divulgou um vídeo afirmando que estava com coronavírus. O teste dele deu negativo para Covid-19, mas o vídeo já havia sido compartilhado em todo o Brasil. A polícia afirma que, mesmo se o empresário estivesse com a doença, seria autuado porque, segundo a lei, causar pânico na sociedade é considerado crime.

De acordo com o delegado Brenno Andrade, Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), várias pessoas tomaram conhecimento do vídeo de cerca de 9 minutos, onde o empresário afirma estar com coronavírus. Nas imagens, ele ainda dizia que a máquina (sistema) iria parar, que era arma-de-fogo-legalmente/”>atirador esportivo e usaria a arma para se defender, caso necessário.

“Até eu, quando recebi o vídeo, fiquei comovido. Depois, o próprio empresário disse que o teste havia dado negativo, mas a essa altura o vídeo já havia viralizado em todo o Brasil, instaurando o pânico. Ele realmente tinha uma síndrome respiratória aguda e chegou a ficar na UTI. Entendo a dor dele, mas as pessoas precisam ter serenidade ao postar conteúdos nesse momento que estamos passando”, explicou o delegado.

Brenno Andrade completou que a conduta do empresário se encaixa no artigo 41 da Lei de Contravenções Penais, que significa provocar alarme, anunciando desastre ou perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto. A pena é prisão simples, de quinze dias a seis meses, ou multa.

O delegado completou que, mesmo se o empresário estivesse com coronavírus, ele não poderia compartilhar o vídeo porque de acordo com o Código Penal, causar pânico na sociedade é considerado crime.

“Cuidado com o que é postado nas redes sociais. Tenha serenidade. As pessoas precisam tomar cuidado. Ele teria direito de ficar consternado e sofrer com a doença, infelizmente. Mas ele acabou levando isso para outras pessoas em um momento em que esse termo está muito polarizado e difundido entre nós. O conteúdo do vídeo causou pânico. Ele disse que a “máquina”, no caso o o sistema, iria parar. Falou que era arma-de-fogo-legalmente/”>atirador esportivo e tinha armas para se defender. Foi um conteúdo bem alarmante”

Como defesa, o delegado conta que o empresário afirmou que não obteve acesso ao resultado do exame e, por conta disso, fez o vídeo com o desabafo de que estaria com coronavírus. Já a Secretaria Municipal de Saúde de Vitória, alega que tentou entrar em contato com o paciente por três vezes e não conseguiu retorno.

“Independente do que ele ou a secretaria alega, apuramos a conduta do vídeo. O fato é que ele causou pânico e tumulto à sociedade capixaba. A pena é pequena, mas fica o alerta para as pessoas ao fazer conteúdos nas redes sociais, de que esse tipo de conduta é passivo de crime. São vídeos que causam preocupação e pânico”, afirmou.

DELEGACIA INVESTIGA OUTRAS FAKE NEWS

De acordo com Brenno Andrade, a DRCC recebeu várias denuncias de fake news (notícias falsas) relacionadas ao coronavírus, que serão apuradas pela Polícia Civil.

“Inclusive empresas são vítimas dessas notícias falsas. Temos conhecimento disso e vamos apurar. Pedimos: não clique em links recebidos e cuidado com as falsas mensagens. Caso tenha alguma dúvida, procure as fontes governamentais oficiais ou a grande mídia. Fora isso, desconfie, ou você pode se tornar uma vítima de informação falsa e mentirosa”, orientou.

Fonte: agazeta.com.br




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-