Energia ou Momento Linear, qual a melhor forma de escolher sua munição para a defesa? Parte 2 – InfoArmas

Na primeira parte vimos três grandezas físicas que são usadas para medir o movimento de um corpo, a Velocidade, a Energia Cinética (Ec) e a Quantidade de Movimento (Q).

Agora explanaremos acerca da Teoria das Colisões/Choques Mecânicos para depois observarmos e analisarmos os resultados dos testes.

De forma resumida, em toda colisão de corpos, a quantidade de movimento é sempre conservada, ou seja, os corpos envolvidos apenas trocam Momento Linear: Qantes = Qdepois.

Existem três tipos de colisões:

  • As elásticas, nas quais a Ec é conservada. Ecantes = Ecdepois;
  • As parcialmente elásticas, quando Ecantes é maior que a Ecdepois. Neste caso ocorre dissipação de Energia, parte da Ec é transformada em outras formas de energia como, por exemplo: energia sonora, energia térmica e trabalho de deformação dos corpos. Considere um projetil transfixando o corpo humano.
  • As inelásticas, quando após a colisão os corpos permanecem unidos. Neste caso há máxima dissipação de energia. Considere um projetil atingindo o corpo humano, mas não o transfixando. Outro exemplo é um projetil atingindo um bloco de argila e parando em seu interior.

Passemos agora aos testes, nos quais foram usadas 06 (seis) tipos de munições nacionais no calibre 9x19mm:

  • Copper Bullet Tactical CXPO +P+;
  • ETOG 124 gr;
  • ETOG 115 gr;
  • EXPO +P+ Bonded 115 gr;
  • EXPO +P Bonded 124 gr;
  • EXPO +P Bonded 147 gr;

O meio utilizado para medir a penetração dos projeteis foi a argila, com densidade aproximada de 1,76g/cm3. Ressalta-se que o objetivo principal dos testes foi demonstrar que a penetração do projetil em um meio está relacionada com o Momento Linear.

Foram utilizadas duas armas de fogo com tamanhos de canos diferentes: uma G2C, da marca Taurus, com cano de 83mm e uma G17, da marca Glock, com cano de 114mm.

Os blocos de argila, com 11cm de largura cada, estavam dispostos um atrás do outro, sendo que o primeiro estava distante a 4 metros da arma de fogo.

Figura 02: blocos de argila enfileirados para os testes.

Entre a arma de fogo e os blocos foi colocado um cronógrafo, da marca Chrony Beta, para medir a velocidade do projetil antes de atingir o bloco. Foram efetuados dois glock“>tiros diretamente na argila de cada tipo de munição com cada uma das duas armas citadas. Os glock“>tiros foram efetuados diretamente na argila, sem barreiras intermediárias.

Após efetuar cada glock“>tiro foram medidos: a penetração na argila, a massa do projetil (depois de lavada e retirada todo o material depositado) e o diâmetro dele.

Vale salientar que um dos fatores que influenciam no poder de penetração é o formato do projetil, ou seja, projeteis ogivais tendem a penetrar mais que os expansivos. Por este motivo, iremos comparar primeiramente as duas ogivais entre si bem como as expansivas entre elas.

ETOG 115gr versus ETOG 124 gr:

Segundo a fabricante nacional, temos a massa, a velocidade e a energia cinética:

ETOG 115 gr ETOG 124 gr
Massa (g) 7,45 8,03
Velocidade na boca (m/s) 346 338
Energia Cinética boca (J) 446 459
Quantidade de Movimento (Kg.m/s) 2,58 2,71

Já percebemos que a Ec da ETOG 124 gr é maior que a Ec da ETOG 115 gr.

Ao calcularmos a Quantidade de movimento, usando os dados do fabricante, obtemos o valor de 2,58 kg.m/s para a ETOG 115 gr e 2,71 kg.m/s para a ETOG 124 gr.

Teoricamente, a de 124gr tem mais momento linear que a de 115gr, e assim sendo, deveria penetrar mais na argila.

E isso se comprovou na prática, a ETOG 124gr penetrou em média 67 cm na argila, enquanto a ETOG 115gr penetrou em média 59,17 cm.

Numa primeira análise alguém pode pensar que a que penetra mais é a que possui a maior energia. Mas vamos ao segundo caso e veremos que não é bem assim.

Ressalta-se que todos os projeteis recolhidos mantiveram a sua massa e o seu diâmetro.

Figura 04: projeteis ogivais recuperados.

Copper Bullet Tactical CXPO +P+ versus EXPO +P Bonded 147 gr:

Em pesquisa no site do fabricante, obtivemos a massa, a velocidade e a energia cinética na saída do cano:

Copper Bullet Tactical CXPO +P+ 93gr EXPO +P Bonded 147gr
Massa (g) 6,00 9,52
Velocidade na boca (m/s) 435 320
Energia Cinética boca (J) 568 488
Quantidade de Movimento (Kg.m/s) 2,61 3,05

Dos seis tipos de munições testadas a Copper Bullet 93gr é a que possui a segunda maior energia. Isso ocorre porque o projetil possui grande velocidade em virtude de sua menor massa. Mas quanto ao poder de penetração, como ela se saiu?

Ao calcularmos a Quantidade de Movimento, usando os dados do fabricante, obtemos o valor de 2,61 kg.m/s para a Copper Bullet 93gr e 3,05 kg.m/s para a EXPO +P Bonded 147gr.

Observemos que na teoria, a de 147gr tem mais momento linear que a de 93gr, e assim sendo, deveria penetrar mais na argila. Embora a Copper Bullet possuindo mais energia cinética que a Bonded 147gr, 568J contra 488J.

Comprovou-se na prática o esperado, a EXPO +P Bonded 147gr penetrou em média 33,38 cm na argila, enquanto a Copper Bullet 93gr penetrou em média 23,50 cm (pior penetração dentre todas).

Todos os projeteis da munição Copper Bullet mantiveram a massa e expandiram uniformemente, apresentando ao final um diâmetro médio de 18,05mm.

Figura 05: projeteis Copper Bullet Tactical CXPO +P+, 93gr.

Praticamente todos os projeteis da munição EXPO +P Bonded 147gr mantiveram a massa (apenas um apresentou perde de 6,12%) e expandiram uniformemente, exibindo ao final um diâmetro médio de 16,70 mm.

Figura 06: projeteis EXPO +P Bonded 147gr.

Desta forma, mediante dos dados apresentados, ficou demostrado que a penetração do projetil num meio tem relação direta com a grandeza física Momento Linear e não com a Energia Cinética.

Podemos observar que se o projetil não perder massa ocorre o mesmo que no exemplo do caminhão-caçamba carregado de areia com o carro popular, ambos a 60km/h, em que foi perguntado qual ofereceria maior resistência ao ser parado.

Aquele que possui maior massa é mais difícil de parar, falando de forma geral, visto que as velocidades deles são relativamente próximas.

As outras munições, a EXPO +P+ Bonded 115gr e a EXPO +P Bonded 124gr, apresentaram, respectivamente, 27,63 cm e 26,50 cm, de penetração média com todos os projeteis apresentando perda de massa média de 30,87% para a de 115gr e de 26,61% para a de 124gr.

Figura 07: projeteis EXPO +P+ Bonded 115gr e EXPO +P Bonded 124gr.

Neste ponto, vale ressaltar que a densidade da argila usada nos exames, cerca de 1,76 g/cm3, é bem maior que a densidade do corpo humano, que varia entre 0,95 e 1,10g/cm3, oferecendo, assim, uma maior resistência à entrada do projetil no meio. E mais uma vez ressaltamos que a finalidade dos ensaios foi demostrar cientificamente que penetração em um meio tem relação direta com o Momento Linear e não com a Energia.

Entretanto, também vale observar que não havia pele nem ossos dentro da argila. Boa parte da Energia que o projetil possui é usada para romper a resistência da pele.

Saia do Mundo do Achismo. Argumentação científica ainda é a melhor opção para desconstruir mitos.

Nós protegemos os nossos!




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-