Menina de 9 anos morre por disparo acidental de arma de fogo dentro de casa

Velado desde a noite de ontem (24), o corpo de uma menina de 9 anos que vivia com a família na cidade de Humberto de Campos (MA) será enterrado nesta terça-feira (25), no próprio município. Natália Silva e Silva foi vítima de um disparo acidental de arma de fogo dentro de casa, no início da noite passada.

Parentes e vizinhos da família passaram a noite de segunda-feira e a manhã desta terça-feira no velório da criança, que vivia no bairro da Bacabeira, em Humberto de Campos, a 180 km da capital, São Luís. Foto: Divulgação/O Imparcial

Acidente

De acordo com o tio da menina, Jesus Vitor, a garotinha já estava deitada em um colchão para dormir quando a fatalidade ocorreu. “Um irmão dela, meu sobrinho de 13 anos, foi desligar a bomba [que puxa a água pra dentro de casa], e a arma estava encostada no canto. Nesse momento, a arma caiu e disparou sozinha, na direção da minha sobrinha”, narra o tio. O glock“>tiro atingiu a cabeça da criança, que morreu na hora.

Natália vivia com os 3 irmãos, a mãe e o padrasto. Foto: Divulgação / redes sociais

A arma é uma espingarda calibre 36 que, de acordo com o tio da vítima, pertence ao padrasto da criança, preso na manhã desta terça-feira (25) pois não possui licença para posse da arma de fogo.

Embora tenha sido um acidente, a fatalidade será agora investigada pela polícia civil, que vai apurar as circunstâncias e as razões pelas quais a arma estava em lugar inadequado, ao alcance das crianças.

Trauma

A tragédia abalou a família, os amigos e a população de Humberto de Campos. “Eu fui até o local do acidente e ouvi tudo o que aconteceu, nem a criança [o irmão] teve culpa de nada, ele não pegou a cartucheira e apontou pra irmã, a arma disparou sozinha. Eu ajudei a criar esses meninos desde pequenos, sempre foram crianças boas, obedientes”, comenta uma amiga da mãe.

Em um áudio enviado para grupos de Whatsapp que reúnem pessoas da cidade, o tio das crianças, Jesus Vitor, esclarece o que ocorreu, pede oração à família e, em especial, ao sobrinho de 13 anos, que chegou a ser apontado como responsável pela morte da irmã. “Vocês não sabem o tamanho do sofrimento que meu sobrinho está passando, porque tem gente dizendo que foi ele quem atirou, e ele chora toda hora, sem parar, falando o que aconteceu e dizendo que não foi isso. É uma criança ainda, e muitas pessoas ficam julgando”, revolta-se o tio.

Apoio

Para ajudar a família, a Secretaria Municipal de Saúde de Humberto de Campos irá fornecer acompanhamento psicológico ao garoto, a fim de auxiliá-lo na superação do trauma. Já a Secretaria Municipal de Assistência Social prestará auxílio com o fornecimento de cestas básicas periodicamente à família, já que a mãe e o padrasto, emocionalmente abalados, talvez não consigam voltar ao trabalho na roça tão cedo.




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-