Polícia do Rio prende chefe da milícia na comunidade da Covanca – Correio do Brasil

Contra ele havia cinco mandados de prisão pendentes pelos crimes de homicídio, sequestro e ocultação de cadáver. Com o preso foi apreendida uma pistola Glock, calibre 40, municiada, sendo autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

Policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) capturaram, na quinta-feira, um foragido da Justiça apontado como chefe da milícia na comunidade da Covanca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste. Contra ele havia cinco mandados de prisão pendentes pelos crimes de homicídio, sequestro e ocultação de cadáver. Com o preso foi apreendida uma pistola Glock, calibre 40, municiada, sendo autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

Polícia Civil prende chefe da milícia na comunidade da Covanca

Os agentes localizaram o acusado em Magé, na Baixada Fluminense, em uma casa luxuosa com ampla área de lazer, piscina e churrasqueira. No imóvel, foi apreendido um veículo blindado.

Segundo as informações, o preso era adversário de Orlando Curicica, cuja guerra vitimou seu irmão, em 2015, executado a tiros de fuzil na Taquara. O acusado também mantinha relações criminosas com um ex-policial militar, preso pela DRACO em julho deste ano por envolvimento nos homicídios de Renato Araújo Ignácio e Anderson de Souza Comper executados pelo bando, em 2016, em represália às ações contrárias da milícia de Curicica, à época liderada por Orlando Curicica.

Golpe

Policiais da 15ª DP (Gávea) prenderam em flagrante, nesta nesta sexta-feria, dois homens, de 27 e 29 anos, por aplicarem o golpe do motoboy. A prisão aconteceu em um hotel em Copacabana, na Zona Sul, após os criminosos aplicarem o golpe em uma idosa de 63 anos, moradora do Jardim Botânico.

De acordo com o delegado titular da unidade, Daniel Rosa, os dois presos são de São Paulo e praticavam os crimes em bairros da Zona Sul. Neste golpe, os criminosos ligam pra residência das vítimas se identificando como gerentes de banco e dizem que o cartão da vítima foi clonado. Horas após, um integrante do bando, vai à residência da vítima, pega o cartão supostamente clonado e o celular da vítima dizendo que os levaria para perícia.

Ainda segundo o delegado, durante a prisão os criminosos ofereceram R$ 5 mil aos agentes para não serem autuados e receberam voz de prisão pelo crime de corrupção ativa, além do estelionato. Com eles foram encontrados 32 cartões de banco, 15 máquinas de cartão, dinheiro das vítimas, a roupa e a motocicleta usadas no crime e cinco crachás de bancos usados no golpe. Os bens subtraídos da vítima foram devolvidos.

O delegado faz um alerta para que a população se previna e nunca entregue cartões ou pertences a desconhecidos. “Os bancos não têm como prática pegar pertences de seus correntistas. Caso fique na dúvida, sempre é importante ligar para a delegacia da Gávea (2332-2908) ou diretamente para o banco para confirmar que se trata de um golpe”, afirmou.

Crimes de roubo e homicídio

Policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) prenderam dois homens foragidos da Justiça, na quinta-feira, pelos crimes de roubo e homicídio. Os acusados foram encontrados após investigações na internet aberta, na deep web (conteúdos que ficam ocultos dos mecanismos tradicionais de busca na internet) e por meio de monitoramento em redes sociais do setor de Inteligência Cibernética.

Após levantamento de informações e de pontos de interesses dos procurados, a equipe da DRCI localizou e prendeu os foragidos. As prisões foram em cumprimento de mandado de prisão e são continuação da Operação Rede Legal.




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-