região se prepara para Tóquio-2020 – O Liberal

Pelo menos oito atletas da RPT (Região do Polo Têxtil) começam o ano com chance de classificação para os Jogos de Tóquio-2020. Além deles, também existe um esportista já garantido nas Paraolimpíadas: Alexandre Galgani, do tiro esportivo.

As Olimpíadas ocorrem entre 24 de julho e 9 de agosto, enquanto as Paraolimpíadas começam no dia 25 de agosto e terminam em 6 de setembro.

Foto: Douglas Magno_EXEMPLUS_CPB_27.8.2019
ALEXANDRE GALGANI: 36 anos. Nascido em Americana e morador de Sumaré, o atleta já tem vaga garantida nos Jogos Paraolímpicos

Nascido em Americana e morador de Sumaré, Galgani vai disputar o maior número de campeonatos possível até os Jogos como forma de preparação. “Estou vendo se consigo patrocínios para eu conseguir fazer um calendário melhor”, conta o atirador.

Foto: FIVB_DIVULGAÇÃO_29.6.2019
DOUGLAS SOUZA: 24 anos. A seleção brasileira já tem vaga garantida nas Olimpíadas. Então, o barbarense só depende da convocação do técnico Renan Dal Zotto

Medalhista de ouro no Rio-2016, o barbarense Douglas Souza, do vôlei, está a um passo de mais uma participação em Olimpíada. Ele só depende da convocação do técnico Renan Dal Zotto, pois a seleção brasileira já se classificou para o evento.

Foto: Pedro Ramos_rededoesporte.gov.br_10.8.2019
DÉBORA COSTA: 28 anos. A americanense tem sido titular da seleção, que vai buscar a vaga no próximo mês, quando disputará o Pré-Olímpico Mundial

No basquete feminino, a americanense Débora Costa tem sido titular do Brasil, que vai brigar por vaga em fevereiro. “Acredito no potencial da nossa equipe”, afirma.

Foto: Alexandre Loureiro_COB_6.8.2019
STEPHANIE SOARES: 19 anos. Ela agrada a comissão técnica da seleção brasileira e pode integrar a equipe em caso de participação nos Jogos Olímpicos

Por razões acadêmicas, a também americanense Stephanie Soares, que costuma fazer parte da seleção, não apareceu na lista de convocadas para o Pré-Olímpico Mundial. Porém, ela estará na torcida pelas companheiras. “Elas têm se esforçado muito”, diz.

Foto: Lucas Figueiredo_CBF_14.11.2019
EMERSON ROYAL: 20 anos. O lateral formado em Americana é titular do Brasil Sub-23 e estava convocado para o Pré-Olímpico sul-americano, mas não foi liberado por seu clube, o Real Betis. O torneio, que será entre janeiro e fevereiro, vale duas vagas para as Olimpíadas

No futebol masculino, o lateral Emerson Royal, formado em Americana, estava convocado para o Pré-Olímpico, mas não foi liberado por seu clube. No entanto, como vinha sendo titular do Brasil Sub-23, ele vive a expectativa por uma oportunidade nos Jogos. “É o sonho de todo jogador”, aponta.

Foto: Lucas Figueiredo_CBF_18.11.2019
DANIEL FUZATO: 22 anos. O goleiro barbarense acumula convocações para o Brasil Sub-23 e até chegou a ser chamado por Tite para a seleção principal, mas não apareceu na lista para o Pré-Olímpico

O goleiro barbarense Daniel Fuzato não chegou a figurar na relação de convocados para o torneio classificatório. Mesmo assim, ele surge com potencial de ir para as Olimpíadas.

Foto: Jonne Roriz_EXEMPLUS_COB_8.10.2018
MURILO SARTORI: 17 anos. A seletiva será o Troféu Maria Lenk, em abril. Para ter vaga em prova individual, o americanense precisa ser campeão ou vice e atingir o índice. Se ficar entre os quatro primeiros nos 100 e 200 metros livre, fará parte da seleção que vai disputar o revezamento

Na natação, o americanense Murilo Sartori tem evoluído ano após ano, o que o credencia como candidato a um lugar em Tóquio-2020. Em 2019, ele ficou em quinto nos 200 metros livre do Troféu Maria Lenk. Para que ele vá aos Jogos, basta subir uma posição. “Depois dessa temporada de 2019, eu realmente vi que é possível”, reconhece.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal_25.1.2019
JULIA ALVES: 23 anos. Por enquanto, o País está em sexto lugar no ranking mundial, o que dá direito a uma vaga, a qual será ocupada pela brasileira melhor ranqueada na federação internacional

Ciclista do ABC (Americana Bicicross Clube), Julia Alves irá atrás da qualificação neste primeiro semestre, quando vai participar de competições que valem ponto para o ranking mundial de BMX. “Vou dar o sangue para isso”, afirma.

Foto: Ale Cabral_CPB_24.8.2019
JAIR PORFIRIO: 25 anos. O morador de Americana compete em duas provas e precisa, até maio, atingir o índice de alguma delas: 41,32 metros no lançamento de dardo e 10,73 m no arremesso de peso

Campeão dos Jogos Parapan-Americanos de Lima-2019, o morador de Americana Jair Henrique Porfirio precisa buscar o índice necessário em alguma de suas provas. Atleta com nanismo, ele compete no lançamento de dardo e no arremesso de peso. “Está um pouco distante, mas é o foco de qualquer atleta”.




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-