Depois de uma grande insatisfação com as armas do mercado e convencido de que poderia fazer armas melhores, Eliphalet Remington II fundou a Remington em 1816. Sua decisão foi tomada naquele ano, quando sua arma caseira foi muito admirada em um concurso de glock“>tiro. Depois de forjar ele mesmo, ele a levou a um armeiro em Utica, Nova York, para terminar de transformá-la em uma arma de verdade.

Eliphalet Remington II

Na verdade, a empresa começou naquele mesmo dia com todos os admiradores encomendando a ele a fabricação de suas armas. Até então, as armas disponíveis no mercado eram tão ruins que a maioria das pessoas simplesmente fabricavam as suas. Eles fabricavam canos de rifles caseiros simplesmente aquecendo e martelando tiras de ferro ao redor de uma haste de metal. O resultado foi suficiente, na melhor das hipóteses, e geralmente muito bruto. A fundação da Remington foi um desejo que nasceu em sua juventude e tambem por seu pai.

Seu pai trabalhava como ferreiro e queria expandir seus negócios para a indústria de fabricação de rifles. Depois de finalmente realizar o sonho, ele abriu uma loja. Não demorou muito para que ele estivesse vendendo armas por toda a América. Em 1828, ele instalou sua sede final em Ilion, Nova York. Nessa época, tornou-se oficialmente conhecida como Remington Arms Company.

Ele passou as próximas décadas aperfeiçoando seu ofício e fazendo armas cada vez melhores, algumas das melhores do mundo. O mercado da Remington durante o início até meados de 1800 era particularmente grande, com um bom número de civis geralmente usando armas por vários motivos. Remington teve uma participação forte em todas as guerras americanas desde sua existência, especialmente na Guerra Civil, na Primeira Guerra Mundial e na Segunda Guerra Mundial.

A Primeira Guerra Mundial foi extremamnte importante para a empresa, já que foi contratada por várias potências aliadas para produzir suas armas de fogo. Sua demanda de produção ficou cada vez maior à medida que a guerra avançava. Este foi especialmente o caso depois que os EUA entraram no esforço da guerra. No entanto, um de seus maiores clientes durante esses anos foi a Rússia, que encomendou uma grande quantidade de armas e munições da Remington. Quando a Rússia deixou de ser capaz de pagar o dinheiro que devia após uma grande mudança política, a Remington foi duramente atingida.

Após o fim da guerra, eles começaram a se concentrar em suas linhas de caça. Durante a década de 1930, a Remington comprou e se fundiu com a Peters Cartridge Company para se tornar a Remington-Peters. Como na Primeira Guerra Mundial, a empresa teve um desempenho extremamente bom durante toda a Segunda Guerra Mundial. O ano de 1940 é visto como um ano de excepcional sucesso para a Remington. Eles começaram o ano com 4.500 unidades e, ao final, aumentaram esse total para 6.700 unidades. Durante a década de 1940, a empresa trabalhou em estreita colaboração com o governo dos EUA para supervisionar a produção de munições.

Os lucros em 1940 foram cinco vezes maiores do que em 1939. O sucesso foi tão grande que a liderança da Remington decidiu expandir suas operações. Para esse fim, a Remington comprou vários edifícios vazios e os transformou em partes de sua operação que estava em expansao. Então, quando os EUA entraram na guerra após o ataque a Pearl Harbor em 1941, a Remington estava mais do que pronta. Uma das muitas armas de fogo que utilizou foi um rifle de ferrolho que tinha acabado de ser desenvolvido quando a América entrou na guerra. Ela tinha acabado de começar a produzi-los em massa quando eles restringiram essa produção para produzir muitas outras armas de fogo também para o esforço de guerra.

Durante esses anos de guerra, a Remington fabricou armas de fogo para todos os ramos militares dos EUA. Embora eles tenham feito cerca de 2.000 rifles de alta potência para a Marinha, eles nunca foram usados. Depois da guerra e até os dias atuais, a Remington manteve laços muito estreitos com os militares, mantendo seu estoque mundial de armas e munições. Ao longo dos anos 50 e 60, a Remington se ramificou em muitas outras áreas de produtos não relacionadas a armas. Mas a principal linha de especialização e produtos continua sendo as armas e munições.

Um dos mais antigos fabricantes de armas da América pede falência pela segunda vez

A mudança da Remington Arms Company de 204 anos veio após anos de litígios e vendas em declínio.

A Remington Arms Company, um dos maiores e mais antigos fabricantes de armas da América, entrou com pedido de proteção contra falência, depois de anos de litígio – e a perda de investidores afetou suas finanças.

O processo do Capítulo 11 no Tribunal de Falências dos EUA em Decatur, Alabama, é a segunda reestruturação da empresa em dois anos. A Remington está em busca de compradores em potencial e está em negociações com a Nação Navajo para adquiri-la da falência, mas as negociações fracassaram nas últimas semanas, deixando a empresa sem um licitante, enquanto passa pela reorganização.
A ação da empresa ocorre em um momento em que a demanda por armas de fogo esta aumentando nos EUA, principalmente apos o coronavirus e os constantes ataques dos antifas americanos denominados Black Lives Matter.

Mas a queda nas vendas de armas não foi o que levou Remington a pedir falência, disse Adam Winkler, professor da U.C.L.A. Escola de Direito especializada em política de armas. “O problema da Remington é principalmente um problema de má gestão e não um reflexo das tendências maiores no mundo das armas, disse ele. “Não acho que veremos um monte de empresas de armas quebrando agora.”

Os problemas da Remington datam de mais de uma década, desde 2007, quando a empresa foi adquirida pela firma de private equity Cerberus Capital Management.

No início, as vendas da Remington aumentaram com a Cerberus, já que a demanda por armas estava crescendo em todo o país. Mas em 2012, 20 crianças e seis adultos foram mortos na Escola Elementar Sandy Hook em Newtown, Connecticut, e a Remington enfrentou uma forte reação pública depois que foi relatado que a empresa havia fabricado o rifle estilo AR-15, o Bushmaster, usado pelo atirador.

As famílias das vítimas de Sandy Hook processaram a empresa e a Remington assumiu dívidas, tanto por pagar pesadas taxas legais, quanto por comprar acoes dos investidores que queriam se desfazer das mesmas após uma onda de sentimento público negativo em relação à Empresa.

Essa dívida continuou a acompanhar a empresa por anos. O tiroteio na escola de 2018 em Parkland, Flórida, e a pressão nacional que se seguiu pelo controle de armas apenas aumentaram a pressão pública e financeira sobre a Remington, com mais grandes investidores e varejistas se distanciando da empresa.

O pedido de falência da Remington em 2018 permitiu que ela se desfizesse de mais de US$ 775 milhões de sua dívida de US $ 950 milhões. A propriedade da Remington foi transferida quando ela saiu da falência para alguns de seus ex-credores, incluindo Franklin Templeton Investments e JPMorgan Asset Management. A fabricante de armas de fogo continuou a lutar para pagar as taxas legais e os altos pagamentos de juros de sua dívida, levando a empresa a um segundo depósito.

Dias depois, as famílias Sandy Hook divulgaram um comunicado expressando preocupação de que a Remington usaria o processo de falência para escapar de qualquer responsabilidade financeira potencial decorrente de seu processo

“Quase oito anos depois que meu doce e pequeno Daniel, junto com seis educadores adultos e 19 outros alunos da primeira série foram assassinados em suas salas de aula, a Remington não deve ser autorizada a usar seu pedido de falência para se esquivar da responsabilidade”, disse Mark Barden, cujo filho foi morto no tiroteio.

Tudo isso para mim parece um grande e terrivel pesadelo, grande admirador da marca que sou, espero que os problemas financeiros sejam resolvidos a tempo de salvar de vez a Remington, e que voltemos logo a ter novos produtos e equipamentos.




O QUE É O GUIA DO ATIRADOR ESPORTIVO?

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-